Fiocruz – Instituto Nacional de Saúde da Mulher, Criança e Adolescente Fernandes Figueira PDF Imprimir E-mail


PESQUISADORES RESPONSÁVEIS E PARTICIPANTES PARA O TRIÊNIO

José Maria de Andrade Lopes
Maria Elisabeth Lopes Moreira
João Henrique Carvalho Leme de Almeida
Ana Beatriz Souza Machado
Jose Roberto Moraes Ramos
Silvia Cwajg
Leticia Duarte Villela
Olga Bomfim

A INSTITUIÇÃO

O Instituto Nacional de Saúde da Mulher, Criança e Adolescente Fernandes Figueira (IFF) é a unidade materno-infantil da Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ) que estabeleceu como sua Missão: “Realizar pesquisa, ensino e assistência de referência no âmbito da saúde da mulher, da criança e do adolescente, constituindo-se em polo gerador e difusor de tecnologias nestas áreas, bem como em Centro de Referência para o Sistema Único de Saúde (SUS).     Para cumprir esta missão, presta serviços assistenciais, realiza investigação científica e ministra ensino técnico e de pós-graduação na área de saúde da mulher, da criança e do adolescente. O IFF desenvolve suas atividades tendo como referência a função social do Estado, as Políticas Nacionais de Saúde e da Ciência & Tecnologia, os programas do Sistema Único de Saúde (SUS), as políticas e diretrizes da Fundação Oswaldo Cruz - FIOCRUZ e seus objetivos institucionais.”

A busca permanente do fiel cumprimento desta missão institucional proporciona o desenvolvimento de competências pelas Áreas de Atenção à Saúde do IFF, possibilitando o desenvolvimento de diferentes atividades de treinamento e consultoria.

O IFF é certificado com o título da Iniciativa Hospital Amigo da Criança e como Hospital de ensino. Em 2011 foi consolidada e oficializada pelo Governo Federal a missão do Instituto Fernandes Figueira como Instituto Nacional de referência para a área da saúde materno-infantil. Além disso, a nível institucional consolidou-se o fortalecimento das diretrizes da Política Nacional de Humanização (PNH) em todas as áreas assistenciais do IFF.

ÁREA DE ATENÇÃO A SAÚDE DO  RECÉM-NASCIDO

A estrutura, organização e assistência desta área de atenção demonstram sintonia com as melhores práticas disponíveis baseadas em evidencias científicas relacionadas ao atendimento dos recém-nascidos, principalmente os prematuros com peso de nascimento inferior a 1500 gramas e os recém-nascidos portadores de patologias cirúrgicas. O ambulatório de acompanhamento e seguimento dos recém-nascidos prematuros existe desde 1982, sendo um dos pioneiros no Estado do Rio de Janeiro.

A Área de Atenção à Saúde do Recém-Nascido compreende os seguintes serviços e atividades:

  1. Alojamento Conjunto: 14 leitos individualizados para o cuidado integrado do binômio mãe-bebê e estímulo ao aleitamento materno exclusivo - 1100 recém-nascidos por ano.
  2. UTI Neonatal (12 leitos) e Unidade Intermediária Convencional ( 14 leitos): cuidado neonatal com as principais tecnologias da área - 400 bebês ano.
  3. Unidade Intermediaria Canguru – 4 leitos
  4. Ambulatório de Seguimento: acompanhamento dos bebês de alto risco após sua alta - 3000 consultas por ano e 200 avaliações de pacientes pela escala Bayley/ano.
  5. Ambulatório de Consulta Perinatal: atendimento pré-natal aos casais quando identificada a possibilidade de internação na UTI Neonatal, durante a gestação – 140 consultas por ano.
  6. Laboratório de Fisiologia Pulmonar: exame de função pulmonar para recém-nascidos e lactentes nascidos no próprio IFF ou de unidades externas públicas e privadas - 350 exames por ano, sendo o único existente no Estado.
  7. Laboratorio de Nutrição: crescimento e composição corporal equipado com plestimógrafos por deslocamento de ar, aparelhos de calorimetria indireta, bioimpedância e equipamentos para avaliação dos macronutrientes  do leite humano por metodologia Infraer.

Ensino: Residência médica em Neonatologia (R3 e R4) e de enfermagem, especialização em enfermagem neonatal, participação dos docentes nos cursos de mestrado e doutorado do IFF, estágios curriculares para residentes de pediatria e neonatologia.

Pesquisa: Linhas de pesquisa em desenvolvimento – Nutrição, Crescimento e Desenvolvimento Neonatal, Doença Hemolítica Perinatal, Fisiologia Pulmonar, Avaliação de Tecnologias e Serviços Perinatais, Epidemiologia perinatal e  Infecção Congênita por Zika vírus.

Informação e Avaliação: Desde 1986, o IFF dispõe de sistema informatizado com dados de todos recém-nascidos internados, procedimentos realizados e diagnósticos. Este sistema permite o conhecimento de informações para o planejamento do serviço, a avaliação da assistência e também é fonte para o desenvolvimento de estudos visando implantação de protocolos assistenciais e de pesquisas científicas, além de teses de mestrado e doutorado.

EQUIPE E CORPO DOCENTE

O quadro é composto por 25 médicos, todos com especialização em Neonatologia, sendo 8 médicos com doutorado e 14  com mestrado. Todos possuem Certificado de Habilitação em Pediatria com Área de Atuação em Neonatologia.

O quadro atual de enfermagem é composto por 22 enfermeiras todas com especialização em enfermagem neonatal, 2 com título de doutorado e 10 com mestrado.

A equipe multidisciplinar é composta por 2 fisioterapeutas respiratórios e 1 fisioterapeuta motor, 2 assistentes sociais, 3 fonoaudiólogas, 1 terapeuta ocupacional, 2 nutricionistas e 2 psicólogas.

PERFIL ASSISTENCIAL

Principais causas de internação:
Prematuridade e suas consequências
Afecções respiratórias
Baixo peso ao nascer
Afecções cirúrgicas
Gemelaridade
Doença hemolítica perinatal
Infecções congênitas (HIV, TORCHS e Zika vírus)
Hérnia diafragmática Congênita
Malformações congênitas

COORDENADORA DA ÁREA DE ATENÇÃO AO RECÉM-NASCIDO DO IFF – TRIÊNIO 2016/2019
Dra. CYNTHIA AMARAL DE MOURA SÁ PACHECO